Empreendedorismo universitário: estudantes capixabas vencem Desafio Renault Experience

Os estudantes da Ufes Athus Cavalini (Ciência da Computação), Jhonatan Cruz (Engenharia Elétrica) e Lhais Gaigher (Engenharia de Produção), e a psicóloga Rachel Canuto formaram uma das três equipes vencedoras do Desafio Renault Experience 2018/2019, programa nacional que visa fomentar o empreendedorismo universitário. Na final, que aconteceu na noite de terça-feira, 28, a equipe da Ufes, de nome EVA, venceu depois de concorrer com mais de 350 grupos de todo o Brasil.

Para participar, os projetos deveriam se relacionar com o tema do programa – Tornar nossas cidades melhores – e as equipes precisariam escolher dentre as categorias Desafio Twizy (edesenvolvimento de um projeto de veículo elétrico); Soluções de Mobilidade (desenvolvimento de um projeto de experiência urbana transformadora); e Negócios Sociais (desenvolvimento de um projeto com potencial de gerar impacto positivo nas cidades).

A equipe EVA venceu na categoria Negócios Sociais, apresentando o projeto homônimo que promove a capacitação gratuita em gestão de mídias sociais para mães jovens de baixa renda, inserindo conteúdos e discussões relacionadas aos fatores de proteção à criança. Essas mulheres têm seus serviços disponibilizados em um marketplace para que empresas e pessoas físicas possam contratá-las como freelancers.

A primeira turma do projeto EVA, composta por seis mães, foi capacitada entre maio e abril, no bairro São Benedito, em Vitória. “Conseguimos que duas empresas adquirissem um pacote com quatro publicações de duas alunas”, conta Jhonatan Cruz.

Projeção nacional

Os membros da equipe contaram com a mentoria de Thiago Alves, representante da Renault, e da administradora capixaba Tatiane Oliveira. A professora Míriam de Magdala, do Departamento de Engenharia de Produção da Ufes, foi a orientadora do projeto. Míriam, que coordena a disciplina de Empreendedorismo (oferecida aos estudantes da Ufes desde março), diz que esse tipo de premiação é importante porque fortalece o valor do empreendedorismo e dos grupos multidisciplinares. “Isso mostra para os alunos a possibilidade de criar negócios e, ao mesmo tempo, atuar com o propósito de impactar positivamente a sociedade e o meio ambiente”, explica ela.

Para Jhonatan, a importância do concurso está na oportunidade oferecida aos estudantes de contar com a assessoria de uma empresa de nível mundial para desenvolver o negócio, auxiliando os jovens empreendedores a criar soluções que ganhem projeção nacional. “Além disso, nossa equipe vai levar o nome da Ufes para outros estados, apresentando-a como uma universidade incentivadora do empreendedorismo”, destaca.

Após passar pelas três etapas do concurso, a equipe EVA recebeu um prêmio de R$ 5 mil reais, valor que deve ser investido nos primeiros passos da startup. Além disso, ganhou um período de imersão no ecossistema de empreendedorismo da Renault, durante o qual os estudantes vão ter todas as despesas pagas para participar de um programa universitário no Paraná, que auxilia os empreendedores na alavancagem de seus negócios. A previsão é que a equipe viaje no mês de julho.

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn