Serra vai contar com sistema de aluguel de bicicletas em 2019

Duzentas. Esse é o número de bicicletas compartilhadas que a prefeitura da Serra vai disponibilizar para a população em 20 estações em bairros como Novo Horizonte, Jardim Atlântico, Colina de Laranjeiras, Portal de Jacaraípe e Morada de Laranjeiras. A expectativa é que o sistema esteja funcionando até o primeiro semestre de 2019. O decreto autorizando o compartilhamento foi publicado na última semana.

Serão quatro planos de uso: passe de um dia; de uma semana; de um mês; e de 12 meses. Os valores ainda estão em definição, mas serão compatíveis com os já cobrados em outros municípios da Grande Vitória. O uso das bicicletas será meio por meio aplicativo para celular a ser disponibilizado pela empresa que vencer a licitação para operar o sistema.

O sistema vai operar todos os dias das 5 às 23 horas. A devolução das bicicletas poderá ocorrer até a meia-noite.

Os locais das estações foram escolhidos por estarem conectados com a rede cicloviária da Serra, que tem 57 km. As estações vão estar em avenidas importantes como a Talma Rodrigues Ribeiro, Norte Sul e Eudes Scherrer e também em locais movimentados, como o Parque da Cidade, em Laranjeiras.

As bicicletas para adultos vão ter câmbio manual com três marchas, freios dianteiros e traseiros, retrovisor do lado esquerdo, campainha sonora e chip de rastreamento. As de uso infantil vão ser para crianças de até 10 anos, com altura de até 1,5 metro e rodinhas laterais retráteis. Entre o total de bicicletas, 2% vão ser adaptadas aos deficientes físicos.

O compartilhamento de bicicletas é uma das alternativas de transportes que mais crescem no mundo. Cidades como Barcelona, Londres, São Paulo e Santa Catarina já adotaram este sistema, que é um sucesso. “Esses sistemas foram inspiração para a Serra”, segundo a secretária de Desenvolvimento Urbano, Mirian Soprani.

Para o prefeito da Serra, Audifax Barcelos, o município dá um passo importante na modernização do transporte público e no investimento de alternativas não poluidoras. “Investir em alternativas inovadoras é nosso papel. Queremos diversidade e a maior ocupação da cidade pelas pessoas”, completou.

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn