Startup capixaba recebe investimento de R$ 3 milhões do Fundo Aeroespacial com participação da Embraer

A startup capixaba Motora, referência em visão computacional e inteligência artificial, assinou nesta quarta-feira (29) um acordo de investimento de acionistas e uma ata de assembleia geral do Fundo Aeroespacial, que tem como principal investidor a Embraer. Os documentos permitem o depósito de cerca de R$ 3 milhões, fruto de um contrato de investimento entre as partes, assinado em abril deste ano.

“Assinamos hoje o acordo de investimento da Motora, que é a principal empresa de visão computacional de carro autônomo do Brasil. Nós fizemos esse investimento depois de analisar diversas empresas no país e no mundo. Estamos muito satisfeitos com esse investimento. A Motora vai, inclusive, participar do desenvolvimento do sistema de voo autônomo do veículo de voo vertical da Embraer, o VTOL”, fala o presidente do Fundo Aeroespacial, João Lopes.

De acordo com o CEO da Motora, Leandro Wassem, o Fundo Aeroespacial entendeu que seria muito valioso o investimento para aplicar os conhecimentos de autonomia da startup em tecnologias da Embraer. “Essa conversa se iniciou no ano passado e foi motivada pelo interesse deles no nosso conhecimento, que pode ser aplicado, principalmente, na questão de voo autônomo”, afirma.

Segundo Leandro, os investidores se interessaram na autonomia criada pela Motora no veículo autônomo Intelligent Autonomous Robotic Automobile (IARA) para o setor aéreo espacial. Além disso, Wassem comenta que o produto Driver Analytics, que promete ser o substituto de rastreadores, telemetria e câmeras no transporte terrestre, chamou a atenção dos investidores.

“Nós mostramos para eles também o Driver Analytics, que analisa o comportamento de motoristas no trânsito através de visão computacional e inteligência artificial. Eles entenderam que somos interessantes, porque temos esse produto para vender – que faltava escala comecial – e também tínhamos expertise para desenvolver novas soluções para o mercado aeroespacial”, comenta Wassem.

A Motora

Criada em 2014 por ex-alunos da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) e do Laboratório de Computação de Alto Desempenho (LCAD), a Motora Tecnologia tem como objetivo trazer ao setor de transporte produtos para monitoramento inteligente de condutores e assistência de direção.

Através do LCAD, os sócios fundadores da Motora participaram do desenvolvimento do projeto do veículo autônomo IARA. O veículo autônomo IARA teve seu desenvolvimento iniciado em 2012 (com recursos advindos da FAPES, FINEP e CNPQ) e já rodou mais de 2000km em locais controlados.

Em 2016, a Motora Tecnologia iniciou uma parceria com a Geocontrol S/A (Grupo Embraer) para criar produtos voltados ao setor de transporte e mobilidade urbana, aplicando visão computacional e robótica autônoma na análise do comportamento de motoristas, nascendo assim o Driver Analytics, desenvolvido na incubadora TecVitória.

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn