Tecnologia open banking é debatida entre empresários de inovação do ES

Empresários do ramo de tecnologia e inovação do Espírito Santo participaram de um debate sobre as transformações do setor financeiro nesta quarta-feira (10), em Vitória. O evento foi organizado pelo Sicoob ES e trouxe como tema destaque a tecnologia open banking, novo formato de operações financeiras no meio digital que promete transformar os negócios das instituições financeiras atuantes no Brasil.

No evento, especialistas que atuam no sistema de cooperativas, em nível nacional, falaram sobre as perspectivas da do Sicoob diante de um mercado que imerge na mudança propiciada pela tecnologia. “A tecnologia vem para facilitar a vida das pessoas. Esse evento fala sobre o objetivo do open baking e como as instituições financeiras vão poder abrir os sistemas para integrar outros atores desse mercado, para entrega de produtos e serviços”, comenta Nailson Dalla Bernardina, diretor executivo do Sicoob ES.

Um dos palestrantes que explicou como funciona a tecnologia foi o superintendente de TI do Sicoob, Edson Lisboa. Ele é o responsável, em nível nacional, por toda a parte de desenvolvimento de sistemas que automatizam os produtos e serviços ofertados pelo Sicoob aos cooperados.

“O open baking é um padrão de integração entre empresas e instituições e permite integração para criação de um ecossistema de negócios. Hoje muito se fala sobre a forma de trabalhar como plataforma e, no segmento financeiro, muito tem se falado sobre adoção de plataformas financeiras, nas quais as instituições têm a possibilidade de disponibilizar os seus produtos e serviços financeiros para parceiros, sejam fintechs, startups ou empresas de qualquer segmento que precisam consumir produtos e serviços financeiros”, diz Lisboa.

André Taveira, da Neohub, comentou sobre a importância do evento. “Eu acredito muito que são as corporações que vão fazer a grande mudança no ecossistema de inovação. São elas que têm desafios cotidianos, que têm estruturas estabelecidas e que precisam reinventar os seus modelos de negócio. Me deixa feliz ver empresas como o Sicoob fazendo esse tipo de iniciativa que provoca alguma mudança ou algum conteúdo que colaborem para fomentar esse modelo mental de inovação, que é o que precisamos adquirir e praticar no dia a dia”, fala.

Facilidade

Segundo Lisboa, essa facilidade vai permitir a gestão das finanças de forma rápida e eficaz, aperfeiçoando a experiência do usuário com os produtos e serviços. “O acompanhamento das tendências pelo Sicoob favorece a melhoria, de forma perene, das nossas opções para o atendimento das expectativas dos associados”.

Para o gerente de sistemas de informação do Sicoob, Márcio Rodrigues, a atualização do modelo de negócios da instituição vai ao encontro da perspectiva do Sicoob de tornar as operações mais dinâmicas, por meio de novos investimentos e de parcerias que contribuam para o aprimoramento da atividade da cooperativa.

Facebook
WhatsApp
Google+
Twitter
LinkedIn